Modelo de Proposta Para Licitação: Como Elaborar?

Ter um modelo de proposta para licitação bem elaborado é essencial para qualquer empresa que quer ter sucesso vendendo para a Administração Pública.

E  para os recém-chegados nesse universo das licitações, ter segurança sobre o modelo de proposta de preço é sempre um grande desafio.

Partindo deste princípio, elaboramos este artigo a fim de ensinar o que não pode faltar e o passo a passo para elaborar uma proposta de preço para licitação.

Continue a leitura e tire todas as suas dúvidas.

O que não pode faltar numa proposta de licitação

Engana-se redondamente quem acredita que o menor preço é tudo o que importa para uma proposta de licitação ser aceita. Propostas mal formuladas são recusadas o tempo inteiro.

Por isso, é essencial estar atento às solicitações do edital e apresentar uma proposta coerente.

Não é raro ver empresas submetendo propostas em licitações sem ter lido todo o edital ou oferecendo um serviço não solicitado ou até mesmo deixando de ofertar todo o exigido.

A melhor proposta é aquela que corresponde a todas as exigências do edital, sendo benéfica tanto para a empresa quando para o governo.

11 passos para elaborar sua proposta de licitação

Com todo o edital lido, confirmando que a sua empresa pode fornecer todo o produto ou serviço solicitado, é chegada a hora de escrever a sua proposta.

A seguir elaboramos uma lista com o passo a passo, para ser mais específicos: onze,  para te ajudar a não esquecer o essencial na elaboração de uma proposta de preço. Acompanhe.

Passo 1. Qualificações

O passo inicial é aproveitar a primeira folha do documento para apresentar as seguintes informações:

1 – Nome da cidade e estado; 2 – Data de elaboração da proposta (não precisa ser igual a data da licitação); 3 – Nome do Portal de Licitação que promove a licitação; 4 – Setor para o qual será enviada a proposta; 5 – Modalidade de licitação; 6 – Referência: inserir o número da licitação; 7 – Data e hora em que a licitação foi aberta;

Introdução com as informações:

1 – Razão Social da Empresa, 2 – Endereço Completo, 3 – CNPJ, 4 – E-mail, 5 – Telefone/fax, 6 – Nome completo do representante legal, mais cargo/função, RG e CPF.

Uma dica: escreva a proposta em papel timbrado da sua empresa.

Passo 2. Descrição do objeto

Em seguida, descreva com detalhes o serviço ou produto que você pretende oferecer. Como esse item corresponde ao objeto da licitação, é permitido copiar integralmente o texto contido no Projeto Básico ou Termo de Referência.

Repito, essa é a hora de confirmar se seu negócio realmente tem condições de oferecer o prometido.

Passo 3. Descrição do produto ou serviço

É necessário descrever cada serviço que será oferecido tendo como modelo o Projeto Básico ou Termo de Referência, que deve ser inserido aos anexos da proposta.

Essa é a parte do edital onde o solicitante deve descrever com o maior número de detalhes possível o produto ou serviço a ser contratado.

Portanto, ser claro e objetivo, oferecendo informações que tornem o objeto único e determinando os critérios de qualificação, são um dever nesta fase.

Passo 4. Lugar de execução

Informe o lugar de execução dos serviços. Por exemplo, no caso de fornecimento de quentinhas para os funcionários de uma obra, informe que os alimentos serão preparados e embalados na sede da sua empresa, se este for o caso.

Essa pode parecer uma coisa simples, mas confie, pode proteger o seu negócio de futuros mal entendidos.

Passo 5. Dados da conta bancária

Forneça os dados da conta bancária onde o solicitante poderá fazer os pagamentos enquanto durar o contrato.

Não se esqueça de colocar o nome do banco, agência, conta-corrente e o nome do(a) dono(a) da conta.

Passo 6. Validade da proposta

Indique o tempo em que pretende manter a proposta. Fique atento, pois os editais costumam exigir o prazo mínimo de 60 a 90 dias.

Passo 7. Definição de valores

Não se esqueça de detalhar o valor mensal e anual dos serviços que serão fornecidos, bem como as condições de pagamento.

É importante ainda fazer a descrição detalhada dos valores por extenso, de acordo com todos os gastos que serão despendidos.

Passo 8. Cláusulas no contrato

É preciso observar se o edital consta a minuta do contrato, caso não, é possível impugná-lo.

Isso porque é através do contrato que você saberá seus direitos e obrigações diante da Administração Pública.

De todo modo, ainda que conste a minuta no edital, você precisa ficar atento a algumas cláusulas, para que elas não fujam da legalidade e para que você fique resguardado dos seus direitos.

Algumas cláusulas do contrato precisam ser preenchidas com os artigos da Lei a qual estão subordinadas, como é o caso da cláusula da alteração contratual, do reajuste e da repactuação.

Caso essas cláusulas constem na Minuta do Contrato, basta fazer a transcrição destas, porém, não estando redija-as conforme as orientações a seguir:

Quanto a cláusula que se refere a Alteração Contratual, avisar que o contrato concorda com o Art. 65 da lei 8666/93 (essa cláusula é muito importante, nunca deixe de informá-la).

Sobre o reajuste, é importante deixar claro que o contrato será reajustado todos os anos de acordo com o Art. 2º e Art. 3º Da Lei 1.192. E essa é uma cláusula opcional.

Por fim, na cláusula da repactuação, indique que está em conformidade com o Art. 5º do Decreto 2271/98.

Impugne a minuta contratual do edital se:

= Não houver a minuta do contrato no edital ou em anexo; = No contrato não houver cláusula referente a Alteração Contratual;

Em caso de licitações estaduais, distritais ou municipais que não possuam cláusula de Repactuação.

Passo 9. Prazo de duração do contrato

Informe o prazo de duração do contrato conforme o edital. Este prazo costuma ser de doze meses.

Passo 10: Assine e carimbe o documento

fim, carimbe o documento com as informações sobre sua empresa, como razão social, nome do representante legal e seu cargo ou função.

É muito importante que o documento seja assinado, e que seja por pessoa competente para o ato, pois corre o risco da proposta ser desclassificada.

Passo 11. Criação de Anexos

Caso sua empresa esteja concorrendo a um edital para fornecer um serviço, é recomendado a criação de um anexo informando os detalhes, os prazos e a regularidade dele.

Ainda nos anexos, crie uma lista com todos os materiais e equipamentos que serão utilizados para a execução do serviço ou entrega do produto.

Pronto para ter seu modelo de proposta para licitação?

Tendo seguido esses 11 passos, você terá em mãos uma proposta bem-feita e com grandes chances de ser aprovada.

Agora é só procurar as licitações abertas e sair tendo sucesso em todas elas.

Mas espera uma coisa, procurar por licitações manualmente leva muito tempo e é bastante cansativo, não é mesmo?

Mas não precisa ser assim. Você já conhece os softwares de licitação?

Ainda não? Então conte com o software de licitações da Joinsy, que além de segmentar e entregar as possibilidades de editais às empresas, também auxilia no processo de estudo do mercado, entregando informações dos órgãos licitantes e concorrência.

Agora que você já sabe como construir um modelo de proposta de licitação e a melhor maneira de encontrar as empresas que fazem licitações, que tal experimentar o software da Joinsy e dar uma alavancada nos seus negócios?


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo