Erros comuns ao participar de Pregão Eletrônico: Saiba como evitar

Um dos assuntos que recebemos muitas dúvidas é a respeito do Pregão eletrônico, que é uma das modalidades de licitação pública. Existem alguns erros comuns que podem ser evitados, e pensando nisso, vamos te apresentar a seguir em quais áreas acontecem esses erros e como evitá-los.

De modo mais claro, é um meio de compra utilizado pelo governo para buscar fornecedores de produtos e serviços e infelizmente muitas vezes os participantes acabam cometendo erros que podem levar a desclassificação do certame, por exemplo.

Pregão Eletrônico

Como já mencionamos, o pregão eletrônico é uma modalidade de licitação, utilizado quando há necessidade de aquisição de bens e a contratação de serviços comuns, inclusive os de engenharia.

Essa modalidade tem regulamentação própria, o Decreto nº 10.024/2019 e como o próprio nome sugere, por ser eletrônico acontece através da internet, em uma sala onde as propostas são apresentadas pelos concorrentes.

A pessoa responsável por fazer a mediação nesse processo chama-se Pregoeiro, e todo questionamento feito no chat deve ser direcionado a ele.

Caso você tenha interesse em saber mais sobre o pregão eletrônico em si, e sobre o pregão presencial, de acordo com a Nova Lei de Licitações, nós temos um artigo completo sobre, basta clicar aqui para acessá-lo

Nesse artigo vamos focar nos principais pontos onde os erros mais comuns acontecem, que são aqueles que envolvem o edital, os documentos de habilitação e a proposta, e te mostrar como fazer para não cometê-los.

Edital

A primeira dica é referente ao edital, pois erros como a perda do prazo de impugnação, por exemplo, acontecem frequentemente.

Muitos participantes cometem o erro de analisar o edital pouquíssimo tempo antes da licitação, ou ainda, nem fazem essa análise mais detalhada.

Cabe lembrar que o edital é o mais importante de um processo licitatório pois é ele quem dita todas as regras para a licitação acontecer, então ler o edital com antecedência não é uma opção e sim, um item de extrema importância para quem deseja obter sucesso nas licitações.

E quando um participante lê o edital e verifica que algo no certame ou processo licitatório não está de acordo com a legislação vigente ou ainda quando os requisitos do próprio edital não estão sendo seguidos, é possível impugnar ou pedir esclarecimentos. 

Mas fique atento aos prazos, pois isso só pode ser feito com antecedência.

Então é possível evitar essas situações referentes ao edital, prestando atenção no mesmo, ou seja, é necessário ficar atento ao portal onde a licitação está acontecendo e assim que o instrumento convocatório for disponibilizado, fazer a leitura completa.

Documentos de Habilitação

Outro erro comum é em relação a documentação solicitada pelo órgão, pois muitas vezes o participante acha que poderá preparar os mesmos após sua proposta ser escolhida como a mais vantajosa.

Acontece que na realidade, não há tempo hábil para preparar tudo de última hora, pois em alguns casos o Pregoeiro delimita um prazo curto, de 60 minutos por exemplo.

Ou seja, aquele participante que não se adiantou e já deixou todos os documentos de habilitação exigidos no edital organizados com antecedência, pode se prejudicar e ser desabilitado do certame.

Uma dica extra, é sobre a assinatura dos documentos, pois infelizmente até os próprios participantes procuram sempre algo que possa servir como fundamento para um recurso contra a habilitação de seu concorrente.

Então, evite apresentar documentos, declarações e planilhas com assinaturas diferentes nos documentos, pois pode gerar uma desclassificação do certame.

Proposta 

Por fim, alguns erros acontecem também quando se trata da proposta.

É preciso ficar atento sobre quando registrar a proposta, pois deixar para fazer isso em cima da hora pode ser um problema.

Para garantir que haverá tempo suficiente para enviar sua proposta, deve ser observado o prazo previsto no edital para realizar o registro, que pode ser de 1 hora antes do início da licitação, no dia anterior ou outro prazo previsto no edital. 

Principalmente quando se trata de internet, alguns problemas como falha na conexão podem acontecer, por isso esteja preparado e se certifique de enviar sua proposta em tempo hábil.

Outro erro que pode acontecer é registrar uma proposta com preço mais baixo do que o participante pode manter.

Pois apresentar um preço muito baixo que seja considerado inexequível, apesar de parecer promissor por trazer a vitória ao participante, pode ser um grande problema caso a empresa não consiga cumprir com a sua proposta, o que pode acarretar em punição.

Tome cuidado para não exceder os lances, observe antes os lances oferecidos pelos demais participantes antes de enviar seu lance.

Lembre-se, se os lances forem além da capacidade da sua empresa, não tente igualar os demais valores propostos, faça sempre uma proposta que entenda justa e executável.

Conclusão

O pregão eletrônico é dinâmico e acontece rápido, por isso é preciso estar atento aos prazos e regras dispostas no edital, bem como nos documentos de habilitação e ter a sua melhor proposta em mãos e manter-se fiel ao que sua empresa pode cumprir..

Esses detalhes que comentamos ajudam a garantir uma melhor performance nas licitações e evitar erros comuns, como perder o prazo dos minutos no envio da melhor proposta.

Mas não se preocupe, nós da Joinsy queremos te ajudar da melhor forma possível nesse caminho de aprendizagem.

Continue acompanhando nossos conteúdos semanais e fique por dentro dos assuntos mais importantes quando se trata de licitação.

Conte conosco, estamos sempre à disposição!

#compraspúblicas #licitações

0 visualização0 comentário